Guarani usa métodos Ágeis

Bom pessoal, acho que finalmente achei uma finalidade pra esse blog: vou publicar exemplos fora do mundo da computação do uso do métodos Ágeis (em especial os princípios do Lean).

Mas de onde veio essa idéia maluca?? Bom, nesse ano mergulhei fundo nesse assunto, já ministrei 7 cursos de 16h cada (2 dias inteiros) e uma disciplina de 32h em uma pós de Engenharia de Software, ou seja, como li e falei muito sobre o assunto passei à observar situações fora do mundo computacional.

Um dos princípios do Manifesto Ágil é:

At regular intervals, the team reflects on how to become more effective, then tunes and adjusts its behavior accordingly.

Isso se baseia na premissa de que fazemos um planejamento contínuo, ao invés de antes de começarmos algo fazermos um plano ultra-detalhado, prevendo tudo de pode acontecer no decorrer de nosso objetivo.

O inusitado sucesso do Guarani, meu time de coração, na série B do Campeonato Brasileiro não é uma mera coincidência. OK, ele se deve à inúmeros fatores, mas esse princípio bem simples parece que ajuda, e muito nessa situação.
Para quem não tem a menor idéia do que estou falando, leia essa pequena matéria para se situar:
Sensação da Série B, Guarani tem no planejamento a chave de seu sucesso

Para mim a chave do sucesso do querido Bugre está no item 3) A criação de “mini-metas”. Pense comigo, o campeonato tem 38 jogos espalhados em 7 meses. É muito jogo e muito tempo. O técnico Vadão então fez um levantamento bem simples: com quantos pontos ganhos o 4o colocado (pior time que conseguiu o acesso à série A) terminou os campeonatos passados? Descobriu que foi em torno de 50 a 55% dos pontos disputados. E não precisa nem ter mestrado em estatística para chegar a essa conclusão. Legal, mas visualizar isso num período de 7 meses e 38 jogos é impossível. Não dá pra saber se estamos indo bem ou mal.

E aí que veio a sacada do treinador: as “mini-metas”. Vadão diminuiu o horizonte de 38 jogos para 6 e estabeleceu que somando 10 pontos a cada 6 jogos alcançarão um pouco mais que 55% de aproveitamento e portanto terão grande chance de acesso.

A matemática é simples e linda, mas vamos pensar no mundo real. Você é um jogador do time. Seria melhor você pensar que temos que conquistar 40 pontos nos próximos 25 jogos ou 3 pontos nos próximos 2???

Moral da história:

  1. Defina bem os objetivos globais – 55% de aproveitamento
  2. Quebre o escopo em iterações de tamanho fixo – 6 jogos
  3. Defina objetivos para cada iteração – 10 ponto
  4. Ao final de cada iteração pare, analise os resultados da anterior e se planeje para a próxima, e somente a próxima (não tem porque ficar sofrendo por antecipação com o que pode ocorrer a médio/longo prazo) – isso também recebe o nome de foco
  5. Baseado na analise do item 4 tome ações corretivas caso não esteja indo bem.
  6. Pode-se usar um gráfico para ajudar a acompanhar o andamento visualmente (chamado de Burndown chart) como o abaixo. Como temos tudo bem definido em termos de números, fica muito fácil gerar um gráfico como este e ainda atualizá-lo em tempo real (nesse caso a cada jogo).

Fica bem fácil de ver que o time está acima da meta estipulada pelo gráfico.

Campanha do Guarani após a 9a rodada
Campanha do Guarani após a 9a rodada

Por enquanto é só. Vou postar aqui o gráfico atualizado a cada rodada, dentre outras coisas que eu for conseguindo relacionar.

Anúncios

4 comentários sobre “Guarani usa métodos Ágeis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s